Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico

Publicado: Terça, 27 de Janeiro de 2015, 01h42 | Última atualização em Terça, 27 de Janeiro de 2015, 11h45

Em 02 de janeiro de 1918, foi criado o 44º Batalhão de Caçadores, com parte do efetivo oriundo do 48º Batalhão de Caçadores de São Luiz-MA, tendo como primeiro Comandante o Cap Domingos Monteiro.

De acordo com o Decreto nº 13.916 de 11 de dezembro de 1919 do Exmº Sr Presidente da República dos Estados Unidos do Brasil, Epitácio Pessoa, o 44º BC recebe a denominação de 25º Batalhão de Caçadores. Somente em 16 de dezembro de 1925 foram inauguradas e ocupadas as instalações do novo aquartelamento, sob o comando do Cel Gustavo Frederico Bentemuller.

O 25º BC teve participações importantes no cenário nacional combatendo a Coluna Prestes em 1925; participando da revolução de 1930; participando do Movimento de 1932, conhecido Revolução Constitucionalista; resgatando a ordem nos movimentos de 1935 (Intentona Comunista) e 1938 (Integralismo).

 

No cenário internacional, teve importante participação na Segunda Guerra Mundial, na medida em que vários militares do Batalhão integraram o efetivo da Força Expedicionária Brasileira-FEB, que juntamente com os aliados combateram as forças do eixo (Alemanha, Itália e Japão).

A Portaria nº 525 de, de 11 de julho de 2005 concedeu ao 25º BC a denominação histórica de “BATALHÃO ALFERES LEONARDO DE CARVALHO CASTELO BRANCO” e Estandarte Histórico, em reconhecimento aos atos de bravura, capacidade de liderança e a forma como o jovem Alferes motivou e conduziu os patriotas a lutarem contra a resistência portuguesa, durante o processo de consolidação da independência do Brasil.

O 25º BC é uma Unidade do tipo II, que possui um Campo de Instrução, cerca de 86 KM da cidade de Teresina, onde são realizadas parte do adestramento da tropa. Na atualidade, o 25º BC continua honrando suas tradições, cumprindo fielmente todas as atividades ligadas ao seu adestramento militar, bem como, de acordo com a Carta Magna Brasileira, auxiliando o processo evolutivo nacional por intermédio da realização de atividades subsidiárias.

registrado em:
Fim do conteúdo da página